Importância das ferrovias na logística nacional

O transporte de cargas via trilhos desempenha uma função muito importante na logística de vários países. No Brasil, entretanto, esse modal ainda não é tão utilizado quanto deveria, sendo o modal rodoviário a nossa forte dependência.

Quando o percurso é realizado via trilhos, algumas vantagens podem ser destacadas, como o baixo custo do frete e de manutenção dos trilhos, vagões e locomotivas, além do custo do combustível se comparado ao modal rodoviário. Outra importante vantagem das ferrovias em relação as rodovias é a inexistência de pedágios, que acabam encarecendo o valor do frete, a capacidade de movimentar grandes volumes de carga, a inexistência de atrasos decorrentes de engarrafamentos e a menor incidência de roubos e acidentes.

  • Investimentos para a ampliação da malha ferroviária brasileira

Apesar de ainda não possuirmos uma forte estrutura para esse modal no Brasil, há novas iniciativas públicas e privadas que visam estimular cada vez mais esse modal através da atração de novos investimentos do setor. Recentemente, o governo federal lançou o “Programa Pro Trilhos”, cujo objetivo é ampliar a nossa malha ferroviária, gerando mais competitividade e eficiência para o setor. Cerca de 3,3 mil quilômetros de novos trilhos já possuem autorização para serem construídos ou reformados, investimentos que somarão mais de US$50 bilhões e passarão pelos estados do Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Pernambuco, Piauí e São Paulo.

O agronegócio, um dos principais motores da nossa economia, responsável por quase 20% do Produto Interno Bruto (PIB), será fortemente beneficiado com a nova malha ferroviária, que cortará o Brasil de norte a sul. A construção da Nova Ferroeste, por exemplo, com mais de 1200 quilômetros de extensão facilitará o transporte de grãos e ligará os estados do Mato Grosso do Sul e do Paraná, sendo o segundo maior corredor de grãos e contêineres do Brasil, com mais de 25 milhões de toneladas de produtos transportados anualmente. A previsão é que o leilão para a concessão desse trecho para a iniciativa privada ocorra no primeiro semestre de 2022 e o investimento estimado da empresa que arrematar será de cerca de R$25 bilhões, podendo operar por 60 anos na construção e manutenção do trecho.

  • Logística Internacional

Conforme mencionado anteriormente, a logística via trilhos é muito forte em diversos países desenvolvidos. Os Estados Unidos, por exemplo, a principal potência econômica mundial, possui a mais extensa malha ferroviária do mundo, com cerca de 300.000 km de extensão, conectando as principais cidades do país e facilitando o escoamento de mercadorias dos portos e aeroportos. O segundo lugar desse ranking é ocupado pela segunda maior economia mundial, a China, que possui mais de 125.000 km de trilhos que facilitam o comércio local e internacional. Em seguida, a Rússia, o Canadá, a Índia, a Alemanha e a Austrália compõem essa lista com uma forte infraestrutura ferroviária.

Faça um estudo de modal com a TSL!
📧 andre@tsl-log.com.br

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *